Bancoop move ação como AUTORA E SAI COMO RÉ CONDENADA a DAR QUITAÇÃO. 2013

BOMBA NO CASA VERDE

Bancoop move ação como AUTORA E SAI COMO
RÉ CONDENADA a DAR QUITAÇÃO.

A Bancoop moveu ação cobrando a vitima, a vitima
explica ao juiz que na verdade a Bancoop é que deve ser
a ré, e juiz acata e condena a Bancoop a dar quitação.

=====================================

O CASO:

COOPERATIVA HABITACIONAL DOS BANCÁRIOS DE SÃO PAULO
BANCOOP. promoveu perante este Juízo a presente ação de
cobrança, de rito ordinário, em face de MÁRCIA , diz ter a
ré deixado de quitar tais parcelas, encontrando-se a dever
a quantia de R$ 32.430,37, já atualizada.

Vitima se manifesta e diz:
…a ré (Marcia) …apresentou contestação a alega ter quitado
o preço avençado em 30.04.2004, residindo no imóvel desde
2.005, a condenação da ré (Bancoop) a emitir a escritura
pública informando que a unidade 16 se encontra quitada
desde 2.004;

———————————————–

JUIZ DECIDE EM :
25/02/2013
(segue resumidamente)

É O RELATÓRIO.
FUNDAMENTO E DECIDO

Juiz decide:

1) Inviável se falar em mera adesão a Cooperativa, sendo
verdadeiro caso de aquisição pela ré-reconvinte de imóvel
objeto de incorporação imobiliária, sujeitando-se
a autora-reconvinda (BANCOOP)às previsões do Código
de Defesa do Consumidor, na qualidade
de incorporadora.

( Fórum dos cooperados explica: juiz disse-: não houve o
verdadeiro cooperativismo onde todos devem arcar com
prejuízos, houve compra e venda, cabendo ao diretores
arcar com supostos prejuízos, sendo indevido o repasse
ao consumidor lesado)

===================================

2) Eventual equívoco na apuração do valor previsto não
pode ser imputado aos adquirentes, arcando a
autora-reconvinda (bancoop) com os ônus decorrentes.

(explicando: se houve erro, a direção que assuma)

3) Inviável, inclusive diante dos escândalos em que se viu
envolvida a autora-reconvinda (BANCOOP) ensejar situação
em que a má administração da obra possa vir a se confundir
com aumento de custo.

(explicando: inviável a Bancoop requerer mais dinheiro com
todos escândalos de má gestão noticiados)

====================================

4) Adquirentes, sob a alegação genérica de aumento de
custos, NÃO podem ser obrigados a cobrir prejuízos gerados
pelos administradores da autora….(BANCOOP)

=======================================

5) Decisão:

deve ser reconhecida a quitação do débito assumido pela
ré-reconvinte (MARCIA) cabendo à autora-reconvinda
(BANCOOP) outorgar a respectiva quitação…

declaro inexigível o valor cobrado pela autora-reconvinda
(BANCOOP) a título de aporte extra;

b.2) condeno a autora-reconvinda (BANCOOP) a emitir, no
prazo de 30 (trinta) dias, contados do trânsito em julgado,
declaração de QUITAÇÃO das obrigações assumidas pela autora,
relativa à unidade adquirida pela mesma, sob pena de valer
a presente sentença como tal;

25/02/2013

ORIGINAL NO LINK:

http://bancoop.forumotion.com/t4508-0190412-6420098260100-583002009190412-casa-verde-inexigibilidade#4554

====================================

RESUMO

Agora esta pessoa vai esperar ansiosa a entrada da
OAS e com a quitação judicial obtida aqui , a tão
desejada ESCRITURA SEM NADA PAGAR.

Use a justiça, quitação para todos que já moram, se
alguém cobrar algo EXTRA será pleiteado DANO
MORAL, por cobrança INEXIGIVEL.

(se voce NADA ASSINAR/ACEITAR ninguem po lhe cobrar)

Use o judiciário e se livre de empresários requerendo sua
QUITAÇÃO, quando aliados da bancoop colocarem a construtora
esta, sera forçada a escriturar sem custos.

Só isso, e nada mais.

forum

Anúncios

About Verdades Bancoop

VITIMAS DA BANCOOP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: