Juiz diz que não precisa pagar CONSTRUTORA em inacabado Bancoop!

JUIZ DEIXA CLARO QUE NAO PRECISA PAGAR CONSTRUTORA
EM INACABADO BANCOOP

Hoje DESTACAMOS para quem já mora a NÃO necessidade para pagar
construtora em INACABADOS, devido ao um fato PRINCIPAL.

O FATO PRINCIPAL e DESFAVORAVEL PARA QUEM MORA É QUE,
os empresários das construtoras é que foram ate a Bancoop,
eles é que chegaram para obter lucros em cima de quem já mora.
E querem ficar com o ESTOQUE NOS INACABADOS.

Como querem obter?

É simples, empresários dizem que vão solucionar, logico que quem
ainda não tem unidade paga 10,30,60,100 mil….a pessoa não tem
nada e quer sua unidade a qualquer custo.

E pior, acha que quem mora é CULPADO e deve pagar para
a construtora e soldadinhos da Bancoop o que for.

Invariavelmente estas pessoas nem ação contra a Bancoop tem.

PROBLEMA: o grande problema é que os empresários ficam com
o ESTOQUE NA OBRA, sim você que já mora paga mais, eles
constroem e vendem as UNIDADES e rateiam o LUCRO.

Eles fazem os cálculos, ate advogados construtores apareceram
dizendo que vão resolver TUDO, advogados que não sabem
a diferença da lei do cooperativismo (que rege seu contrato) da
lei das incorporações imobiliárias 4591.

Portanto a DICA é:

para voce que mora e espera sua escritura.
ENQUANTO O ESTOQUE FICAR COM OS COMPANHEIROS –
não apoie nada!

Se unir, apoiar , obter solução é o IDEAL.

Mas como COMPARTILHAR DO ESQUEMA PROPOSTO HOJE?

Você acha justo pagar para empresários ficarem com TODO
O LUCRO DA VENDA DO ESTOQUE?

O que mais se promete para os que vão levar a “solução para
você”?

ENQUANTO O ESTOQUE TIVER SENDO LEVADO PELOS
EMPRESARIOS LEMBRE-SE DAS PALAVRAS DO JUIZ:

Dr. André Augusto Salvador Bezerra –0155128-58.2010.8.26.0100

Ele frisou que vitima da Bancoop não precisa pagar a construtora
OAS.

FRASES IMPORTANTES:

a ré OAS alegou que o acordo pactuado para a finalização do empreendimento
imobiliário foi aprovado em Assembleia Geral para tal finalidade, da qual
participaram os cooperados adimplentes.( E DAI PERGUNTAMOS?)

juiz decide:

Ao que se infere dos autos, o AUTOR e a ré Bancoop assinaram ajuste
denominado Termo de Adesão e Compromisso de Participação em
Cooperativa.

Na execução do acordado, o autor pagou à aludida ré o preço
de R$37.000,00,o que lhe permitiu receber as chaves do imóvel
que pretendia adquirir.

Posteriormente, porém, a mesma ré passou a lhe cobrar aquantia
extra de R$ 28.000,00, com fundamento no acréscimo dos custosda
obra,prevista na cláusula 4.1.

A ré OAS recebeu da ré Bancoop os direitos e obrigações desta, em cessão,
perante os intitulados cooperados, cobrando do autor a quantia extra
de R$ 146.405,11 , como valor residual, impondo tal pagamento como
necessário para a transferência da titularidade do bem.(OAS QUERIA 146 MIL)
devem as fornecedoras (BANCOOP E OAS) e não o consumidor cuja única
informação recebida foi o preço de R$ 37.000,00 arcarem com os riscos
assumidos.

Não há, portanto, como exigir do autor-consumidor o valor a maior impugnado
na inicial.

Deve-se ter o contrato, portanto, como quitado.

o valor cobrado pelas rés também não PODE SER CONSIDERADO EXIGÍVEL.
Não há, por isso, como obrigá-lo a pagar qualquer valor a mais do que aquele
exatamente quantificado quando aderiu à “cooperativa” em questão (37 MIL)
POR TER SIDO COBRADO PELA OAS- JUIZ DEU O DANO MORAL!

Ainda que o autor não reconheça a legitimidade da ré OAS , o que deixou de ter
maior relevância ante a aplicação ao caso do Código de Defesa do Consumidor,
e não do regime jurídico aplicado às cooperativas, o fato é que esta empresa
colocou-se perante o autor como efetiva contratante e dele cobrou o quantum
impugnado na inicial.

Deve, por isso, igualmente responder pelo contrato e pelos danos havidos
Dessa forma, adotando-se os critérios acima expostos, é razoável fixar
o quantum da indenização em R$ 20.000,00 (vinte mil reais).

Veja na integra

http://pt.scribd.com/doc/120738893/elias-butanta-bancoop-e-oas-inexigibilidade

===============================

MORAL DA HISTORIA: Empresários da OAS queriam 165 mil da vitima, juiz diz
que não é para pagar e ainda multa a empresa em 20 mil.

AO INVÉS DE PAGAR 165 MIL, VITIMA VAI GANHAR A ESCRITURA E 20 MIL.

Percebeu?

Ao invés de pagar ma vitima vai receber.

Se colocarem uma construtora no INCABADO, pode comemorar, mas não
é necessário pagar NINGUEM.

Caso seu advogado venha com esta historia, você pode troca-lo e obter
INEXIGIBILIDADE com qualquer outro profissional, no caso acima
a vitima obteve justiça com 5 mil, e foi melhor que pagar 165 mil.

CUIDADO COM ADVOGADOS CONSTRUTORES!

EMPRESARIOS QUEREM LEVAR O ESTOQUE E FAZER VOCE PAGAR
A CONSTRUÇÃO.

===========

FAÇA UM TESTE: leve esta decisão para o advogado(a) construtor
e pergunte se o juiz esta errado.

FORUM

Anúncios

About Verdades Bancoop

VITIMAS DA BANCOOP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: